Como Cuidar do Umbigo do Bebê passo a passo

Saber como cuidar do umbigo do bebê é de fundamental, especialmente para evitar que aconteçam possíveis infecções que complicariam a saúde da criança.

Além disso, dos cuidados recebidos pelos pais ou responsáveis, vai depender a cicatrização mais rápida do umbigo e entre esses cuidados está a higienização correta mantendo o local sempre seco.


Depois que nasce, o bebê deve perder o cordão umbilical, pois agora a criança deixa de ser alimentada através dele e, nesse caso, se tornará inútil para o bebê.

or isso, ele é cortado a aproximadamente 5 centímetros do abdômen da criança para então ser obstruído com pinças hemostáticas.


Esse pedaço do cordão umbilical, sem nenhuma serventia vai aos poucos secar e dentro de alguns dias então se desprender naturalmente do umbigo do bebê.

Remédios para Cuidar da área

Em geral para cuidar do umbigo do bebê, recomenda-se o uso de álcool 70º que deverá ser passado com o auxilio de algodão. Além disso, é preciso ter o gaze sempre a disposição para fazer os curativos e manter o local bem protegido.

Antes ainda de usar o álcool, a região do umbigo precisará ser lavada com água e sabonete neutro, não esquecendo de secar devidamente a área antes de começar a preparar cada curativo.

Nota – a limpeza do umbigo da criança deve ser feita pelo menos 3 vezes ao dia, sempre lembrando que o local precisa se manter bem seco e protegido.

Como Higienizar o Cordão Umbilical

Lembrando para você que ainda não sabe como cuidar do umbigo do bebê, o cordão ou coto umbilical deve ser lavado com cuidado para evitar que ele se desprenda antes da hora.

A higienização é feita primeiramente com água e sabão neutro e depois finalizar com o álcool 70º e com algodão, quando a atenção precisa ser dada especialmente para o local onde o coto se une ao umbigo.

Algumas bactérias que vivem naturalmente no corpo humano, podem atacar o coto umbilical e por aí atingir a ferida do umbigo, e pro isso, todo o cuidado é pouco para prevenir e manter a criança segura.

Diferente do que acontecia no passado, hoje os médicos recomendam que os bebês sejam lavados normalmente, podendo inclusive molhar a região do umbigo e o cordão.

Porém, é preciso cuidar para que depois disso, o bebê fique bem seco para daí então realizar os curativos.

Quantos dias Demora para Cair

Em geral, o coto umbilical se desprende naturalmente dentro de um prazo de 15 a 21 dias e enquanto isso, o cuidado deve ser redobrado para evitar possíveis inflamações.

Até que ele caia, é preciso higienizar e prender o coto umbilical com cuidado na própria fralda do bebê sem apertá-lo, lembrando que o local  precisa respirar e dessa forma, acelerar o processo de cicatrização.

Como fica a aparência do local depois que Caiu

Depois que o coto seca e cai, ficará um pequeno ferimento no umbigo do bebê que levará pelo menos 10 dias para cicatrizar. Nesse período, os cuidados de higienização devem ser continuados para evitar uma infecção.

Depois da cicatrização, pode até acontecer que o umbigo fique levemente saltado, o que significa que existe uma hérnia umbilical, nada que possa preocupar pelo menos à princípio, pois é bem comum isso acontecer nos bebês.

Quando o umbigo de uma criança não é bem cuidado, é bem possível que no final, a hérnia umbilical fique mais destacada, o que comprometerá a estética da criança e nesse caso, o médico pediatra deverá ser consultado para se saiba do procedimento a ser tomado.

Diferente do que acontecia no passado, quando muitas mães mantinham os bebês enfaixados com as ataduras para proteger o umbigo, hoje o aconselhamento médico é de que essas ataduras sejam dispensadas.

Porém, não devemos esquecer que a criança ao chorar, ao evacuar ou mesmo quando se mexer no berço, poderá de alguma forma comprometer a saúde do umbigo provocando uma hérnia umbilical mais exposta.

Então se usarmos a faixa, não muito apertada é claro, mas que fique firme na criança, essa poderá controlar as contrações dos músculos da criança e evitar essas hérnias.

Quando procurar o Médico

Se acaso houver a presença de pus na região do umbigo, isso ainda não é motivo de preocupação, desde que o ferimento esteja sendo bem cuidado.

Porém, se houver sangramentos e a região do umbigo se apresentar mais inchada e avermelhada, é necessário buscar por ajuda médica para que o caso seja avaliado com maior garantia.

O médico também deverá ser contatado se acaso o bebê apresentar febre, ficar quieto além do seu normal ou ainda se o umbigo apresentar um mau-cheiro além do normal.

Esses são alguns sintomas que podem aparecer se acaso o bebê estiver enfrentando algum problema na região umbilical.

Outro lembrete – esse lembrete é especialmente para os pais de primeira viagem que ainda não sabem direito como cuidar do umbigo do bebê.

Nunca coloque nada sobre o umbigo do bebê na expectativa de forçá-lo para dentro e evitar uma hérnia. Isso é muito prejudicial ao bebê e poderá ocasionar outras complicações no futuro.

A cicatrização e também a forma como o umbigo irá ficar depois de sua cura deve acontecer do modo mais natural possível.


Leia também: