Como Plantar Erva Doce em Casa, Como é o cultivo

Cultivar em casa algumas espécies de ervas para o preparo de chás, é desejo de muita gente, até mesmo daqueles que não tem um quintal apropriado para esse cultivo.

Mas melhor ainda é cultivar alguns tipos de ervas que tanto podem servir para preparar chá para servir como acompanhamento quando a visitas chegam para um lanche como também para fins medicinais.


Por isso, vamos agora tecer alguns comentários para ajudar aqueles que desejam saber como plantar Erva-doce em casa, pois essa é um tipo de erva que traz muitos benefícios para a saúde.

O que é Erva Doce

A Erva-Doce é uma planta que há muitos anos é conhecida por suas propriedades medicinais.


Conhecida cientificamente por Pimpinela Anisum e popularmente conhecida também por Anis, essa é uma planta de grande poder aromático, motivo suficiente para atrair uma grande quantidade de abelhas.

Entre as propriedades que essa planta pode apresentar estão:

  • Vitamina C, muito rica,
  • Ferro,
  • Ácido Fólico,
  • Manganês,
  • Fibras,
  • Potássio,
  • Óleos aromáticos,
  • Fito-nutrientes.

Além disso, ela tem propriedades carminativa, anti-inflamatória, Anti-microbiana, Expectorante, Depurativa, Antioxidante, entre outras.

Mudas ou Sementes

Para quem desejar cultivar essas plantas em casa, não existem muitos segredos e elas podem ser plantadas em mudas ou em sementes, com a vantagem, é claro de que plantada em muda ela vai produzir mais depressa.

Tanto as mudas como as sementes para plantio, podem ser encontrados facilmente em lojas de produtos veterinários, mas se alguém conhecer um amigo talvez, que tenha essas plantas em casa, pode conseguir facilmente uma muda, já em crescimento mais adiantado.

Plantando no Vaso

Para plantar no vaso, tanto faz plantar as sementes ou as mudas, o processo é o mesmo.

Providencie um vaso grande, pois essa erva tem uma raiz que cresce para o fundo e também para cima tendo folhas que podem alcançar até 40 cm de comprimento quando adultas e, nesse caso, quanto maior o vaso melhor para dar sustentação tanto à raiz como para caule.

A terra pode ser aduba com adubo orgânico, não precisa muito e não esqueça que o fundo do vaso precisa ter furos para não segurar água e apodrecer a raiz.

Se for plantar as sementes, basta preparar o vaso, e depois colocar 3 sementes (no caso de alguma delas falhar) dentro de uma pequena cova com no máximo 4 cm de profundidade. Não precisa regar todos os dias, desde que não falte umidade na terra.

No caso de plantar a muda, a diferença é que a cova poderá ter que ser maior um pouco, conforme a robustez da muda a ser plantada. Também as regas não precisam ser frequentes, desde que a terra tenha umidade.

Plantando em uma Horta

Para aqueles que desejam saber como plantar erva-doce em casa usando um espaço na horta, basta preparar o terreno, se a terra for bem adubada, não precisa corrigi-la, do contrário, um pouco de adubo orgânico é o que basta.

Depois de preparada a terra, é só fazer as covas pequenas, colocar 3 sementes da erva, cobrir e a partir daí, é só esperar crescer e se for uma muda, o sistema é o mesmo, desde que a cova seja mais funda para abrigar toda a raiz.

Irrigação e Sol

Com respeito ao sol e a irrigação, já adiantamos de que se a terra, tanto nos vasos como na horta estiver úmida, não precisa regar e quanto a luminosidade, esse é um detalhe bem importante, pois quanto mais luminosidade essa planta receber, melhor ela vai se desenvolver.

Quando Colher

Tem pessoas que preferem cultivar a erva-doce para aproveitar as folhas para fazer o chá ou usar como tempero e salada, mas para quem espera colher as sementes, não deve mexer nas folhas, pelo menos até que as sementes sejam colhidas. A colheita das sementes devem ser feitas, assim que começarem a secar.

Benefícios do Chá

O chá de Erva-doce é usado na culinária e também como uma erva medicinal desde os tempos antigos, pois graças as propriedades que ele contém, é de grande importância no combate a muitas complicações no organismo.

Entre os muitos benefícios que o chá dessa erva pode oferecer, podemos destacar:

  • Combate as doenças gastrintestinais – nesse caso, o chá é excelente para combater a azia e a queimação no estômago. Além disso, ele oferece grandes vantagens para tratar as cólicas e gases e ainda combater a síndrome do intestino irritável, tudo isso por conta de suas propriedades Carminativas.
  • Bom para eliminar vermes – o chá feito com erva-doce também e eficaz para diminuir a acidez estomacal e com isso, também elimina alguns tipos de vermes e bactérias existentes.
  • Purificador do sangue – o uso do chá de erva-doce ajuda a eliminar os danos causado pelo alcoolismo no fígado aumentando a liberação da urina que leva embora as toxinas. Com isso, mesmo que indiretamente, ele contribui com a purificação do sangue.
  • Fortalece o sistema imunológico – o chá feito com erva-doce por infusão é excelente para fortalecer o sistema imunológico e ajudar a prevenir contra a infecção de agentes infecciosos no organismo.
  • Favorece a saúde do coração – graças a ação dos antioxidantes e vitaminas encontradas na erva-doce, o uso do chá contribui para a saúde do coração ajudando a diminuir os níveis de colesterol no sangue.
  • Bom para a saúde bucal – o uso do chá feito com a erva-doce também favorece a saúde das gengivas. Basta fazer lavagem bucal 1 vez ao dia com o chá morno para alcançar bons resultados e ainda combater o mau-hálito.
  • Para mulheres que amamentam – são muitas as histórias de mães que tiveram dificuldades com a falta de leite materno e encontraram no chá de erva-doce a solução para a produção de leite.

Leia também: