Como Plantar Orquídeas, passos, para não Errar

Saber como plantar orquídeas é desejo de muita gente, pois bem se sabe da beleza que essas flores podem proporcionar aos ambientes combinando na decoração e para isso, elas são encontradas nas mais variadas espécies.

Em geral, elas se adaptam facilmente em locais onde a iluminação não é excessiva, tanto em ambientes internos como externos.


Então se você também tem o desejo de aprender a cultivar essas flores, aproveite as dicas que vamos apresentar abaixo.

No vaso e na Árvore

Quando se trata de preparar os vasos para o plantio de orquídeas, estes precisam ter um bom espaço para que as raízes das plantas se desenvolvam e nesse caso, os mais recomendados são os vasos feitos de cerâmica que apresentam os furos no fundo.


Já para quem desejar economizar e optar por vasos baratos, também os modelos de plástico podem contribuir, inclusive para ficar mais leves e serem fáceis de transportar se acaso for necessário.

Para o plantio de mudas de orquídeas nas árvores, não será necessário o uso de substratos. Nesse caso, a preocupação será encontrar os melhores locais para esse trabalho, lembrando que as plantas precisam de luz solar, porém sem excessos.

Depois de escolhidos com cuidado, os locais na árvore para fixar as mudas de orquídea, fixe-as aos galhos com a ajuda de algum barbante ou mesmo arames finos para que elas não caiam até que a raiz comece a prender-se, (procure locais com forquilhas para facilitar).

Em poucos dias, a partir do momento em que elas se prenderem naturalmente aos galhos, da até para retirar essas amarras se for preciso.

Se acaso a orquídea for bem formada, poderá ser necessário algum tipo de atadura mais resistente, nesse caso, use algum tipo de tecido ou mesmo as ataduras tipo gaze de algodão para mantê-las bem firmes contra os galhos.

Escolhendo o Substrato (terra)

Ao contrário do que muita gente acredita, o cultivo de orquídea não exigem terra muito adubada, o que precisa entender é que o substrato precisa apresentar boa drenagem e aeração com oxigenação na terra. Quanto aos nutrientes, estes devem ser parecidos com aqueles que essas plantas encontram em seu habitat natural.

Com isso, as cascas de pinus, fibra de coco, folhas deterioradas e aquela porção de terra trazida do meio do mato, são componentes importantes para preparar a terra no vaso e garantir boa saúde às mudas.

Fixando a planta na árvore

Para aqueles que querem saber como plantar orquídeas, precisamos lembrar que é muito comum depois de uma primeira florada, as pessoas transferirem as orquídeas dos vasos para uma árvore no jardim, uma forma de devolvê-la mesmo que indiretamente ao seu habitat natural.

Apesar de parecerem, as orquídeas não são plantas parasitas e mesmo assim, quando presas nos galhos de árvore, estas lhes fornecem abrigo, mas elas são sustentadas pela matéria orgânica naturalmente decomposta como as folhas secas e pedacinhos de galhos que caem da própria árvore e também as fezes dos pássaros que se acomodam sobre esses galhos.

Quando o local é de fato adequado a essas plantas, elas logo começam a se desenvolver e em pouco tempo formam tosseiras, mas se acaso, o local não é apropriado, o desenvolvimento esperado simplesmente não acontece e as folhas da muda perdem o vigor e a beleza, o que exigirá a procura de outro local mais apropriado.

As árvores devem apresentar a casca rugosa contribuindo para que as raízes se prendam com maior facilidade, desde que não sejam aquelas que costumam renovar a casca de tempos em tempos, pois nesse caso, a orquídea irá se desprender juntamente com a casca.

O plantio no Vaso

Para plantar em vasos, atente aos seguintes procedimentos:

  • Se desejar coloque algum tipo de material como dreno no fundo do vaso, pode ser pequenas pedra ou mesmo pedaços pequenos de isopor,
  • Adicione o substrato bem umedecido reservando um espaço na lateral para acomodar a muda da orquídea,
  • Acomode então a orquídea de forma que os brotos mais recentes fiquem voltados para o centro do vaso onde terão maior espaço para se desenvolverem.
  • Quando necessitar regar, não molhe as folhas da planta, procure sempre umedecer muito de leve diretamente o substrato, sem exagerar.

Cuidando da planta

Quando o trabalho do plantio das mudas é feito de forma correta, os cuidados que essas plantas exigem se resumem à irrigação e, quem sabe, algumas vezes, a retirada de alguma folha seca, e depois da floração, as podas necessárias retirando-se as espigas secas.

A poda

Com respeito a poda, esta pode variar um pouco dependendo da espécie, mas em todos os casos, a poda é feita somente depois que as flores secarem. Em geral, a poda é feita depois que o caule que abriga as flores (espigas) começar a apresentar uma coloração amarelada.

Além disso, nessa espiga vai aparecer uma protuberância no formato oval (pseudobulbo) que fica perto do solo a poucos espaços de onde começam a surgir as folhas. Corte a espiga bem junto a esse pseudobulbo usando uma ferramenta bem afiada.

Ainda para aqueles que querem saber como plantar orquídeas, também pode ser necessário fazer uma poda das raízes, especialmente se as orquídeas forem plantadas em vasos. Por vezes elas crescem demais e com isso, falta espaços no vaso para que elas continuem a se desenvolver e, nesse caso, precisam ser podadas.


Leia também: