Como plantar Suculentas e fazer o Seu Cultivo

Para aqueles que desejam cultivar os pequenos jardins em vasos dentro de casa, essa é uma boa ideia que tem dado certo até mesmo para quem mora em apartamentos e entre as muitas espécies de plantas que nesse caso, são cultivadas, as espécies suculentas estão entre as preferidas quando se trata apenas de um cultivo como decoração.

Por isso, a partir de agora vamos apresentar algumas dicas para quem desejar aprender como plantar Suculentas nos pequenos vasos dentro de casa para ajudar na decoração dos ambientes.


O que são

Plantas Suculentas são aquelas espécies que, ao contrário de outras espécies de plantas, contém muita água e por isso, não são necessários tantos cuidados com as regas. Essas plantas são típicas de regiões áridas, como o continente africano, mas também são bem cultivas no Brasil, sendo ótimas opções para cultivo em jardins de inverno ou então nos vasos para quem não tem um local próprio para cultivar um jardim.

Por vezes, essas plantas são confundidas com as espécies de cactos, porém, estes na grande maioria contém espinhos, enquanto que as suculentas são reconhecidas pelas folhas com com a aparência de serem mais gordas e lustrosas.


Algumas vantagens em optar por essas plantas para a decoração:

  • Por apresentarem muita água a Suculenta, não precisar regar com frequência, geralmente as regas acontecem a cada 15 dias para pleno desenvolvimento das plantas.
  • Outra vantagem é que elas não exigem uma terra muito adubada e não exigem a poda frequente, pois são capazes de crescer e se desenvolver sem o cuidado que outras plantas necessitam.
  • Ainda outra vantagem é que elas são ótimas opções tanto para o cultivo em canteiros como em vasos, e nem precisam de sol para se conservarem saudáveis, desde que não falte a iluminação.
  • Para quem desejar uma ornamentação mais exclusiva e cheia de cores, em um mesmo canteiro, basta escolher espécies diferentes dessa planta ornamental e usar de criatividade na organização.

As mudinhas

Para fazer muda dessas plantinhas, existem muitas espécies, quem sabe a maioria, pode-se conseguir uma muda a partir de pequenas estacas lascadas da lateral do caule ou mesmo da folha. Nesse caso, basta quebrar uma folha de uma planta mais velha e enterrar bem de leve na terra já preparada dentro de um vaso e em poucos dias, as pequenas raízes começam a brotar.

No momento de plantar as mudas, com cuidado pressione os lados na cova para deixá-la mais firme. Depois disso, regue o vaso muito de leve apenas para umedecer a terra, e deixe o vaso na sombra até que surjam as primeiras folhas.

Escolhendo o Vaso

Com respeito ao vaso, precisamos saber o tamanho que cada espécie de suculenta pode atingir e, a partir daí, escolher o tamanho do vaso para cada espécie. Hoje, podemos encontrar modelos e tamanhos de vaso para todos os gostos e necessidades, sem contar que ainda podem ser aproveitados os materiais recicláveis para esse fim, desde que sejam tamanhos apropriados para o desenvolvimento das plantas.

Ainda com respeito aos vasos, precisamos lembrar que estes devem ser perfurados para evitar o acúmulo de água e sempre que possível não especialmente se forem colocados em local sujeito a água da chuva. Além disso, esses vasos não precisam ser muito profundos, pois em geral, as Suculentas apresentam as raízes mais superficiais.

Para quem desejar fazer o cultivo em canteiros de jardins, as facilidades são ainda maiores, pois basta preparar os canteiros com substratos mais leves e plantar as mudas como de desejar que em pouco tempo elas se desenvolvem sem maiores cuidados. Nesse caso, podemos fazer um planejamento para tornar os canteiros mais coloridos fazendo uma mescla de espécies de Suculentas.

Como cuidar da planta

O vaso com as plantinhas devem ficar em um local com bastante luminosidade, mas ao abrigo dos raios do sol, uma vez que incidindo diretamente sobre as folhas, estas podem se queimar, especialmente quando ainda estão se formando.

O vaso deve ficar em um ambiente onde receba apenas claridade. O sol direto queima os brotos e raízes que ainda são novas.

Para o cultivo diretamente nos canteiros, esse cuidado não é tão exigido, porém, sempre é bom ter alguma atenção e ficar atento para reconhecer quando elas estão sofrendo com os raios do sol.

A regagem

Com respeito ao cuidado com as regas, estas como já se sabe, não exigem que as regas sejam frequentes, pelo contrário, pois a planta já é conhecida por Suculenta por contar com muita água nas sua composição. Porém, não podemos esquecer de manter o substrato levemente úmido,mas no momento da rega, somente o substrato deve ser molhado.

Na hora de molhar, umedeça apenas o substrato. É importante que as folhas não sejam molhadas. A folha já possui água e nutrientes suficientes para a produção de raízes e novos brotos.

Caso receba água em excesso, correrá o risco de melar e apodrecer. Por isso os vasos devem ser protegidos da chuva, especialmente quando se trata de pequenos vasos, mas se acaso essas plantas forem plantadas em canteiros diretamente no chão, esse cuidado não é necessário.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as vantagens que essas plantas podem apresentar e também já sabe como plantar Suculentas, é só se planejar, seja para cultivar essas plantas em vasos ou em canteiros no jardim.


Leia também: